Diferenças no Cerebro

Um estudo recente publicado no “Recente Biology” mostra que existe diferenças no cérebro entre liberais e conservadores.

O estudo mostra que o cérebro de liberais tem mais massa cerebral na região que processa informação complexa enquanto que o de conservadores tem mais massa na região que processa medo.

We found that greater liberalism was associated with increased gray matter volume in the anterior cingulate cortex, whereas greater conservatism was associated with increased volume of the right amygdala

Estudo

Estudo Wikipedia

Noticia:  time.com

 

2 comentários a “Diferenças no Cerebro”

  1. quem construiu a democracia foram os conservadores , desde Platão , Aristóteles , Sócrates , Sêneca , até John Locke e Jean-Jacques Rousseau .Inclusive os direitos e deveres que temos hoje foram construídos através do conservadorismo , isso se encaixa em toda a advocacia , como no DIREITO NATURAL e o DIREITO INDIVIDUAL , feito por conservadores . Quem construiu a democracia , os liberais ? os jacobinos ? Não , quem construiu a democracia foram os conservadores . O direito natural e individual para se manter uma liberdade justa a todos , é impor limites a todos . E o que vemos são grupos liberais tentando abaixar a idade de consentimento , legalização e descriminalização de drogas , compra e venda de órgãos humanos , são justamente os grupos liberais que atrapalham as liberdades individuais e coletivas quando fazem marcha da maconha ao lado de crianças e adolescentes .Temos que ter o bom senso para distinguir o que deve ser conservado e o que não deve .
    Do outro lado existem pesquisas que mostram que liberais são mais propensos a sofrerem de doenças mentais .

    http://neuropolitics.org/defaultoct05.asp

    Alguns trechos da matéria : Política Radium : O Liberal Tendência para os transtornos depressivos,Na edição do mês passado de Neuropolitics.org , discutimos a tendência mais forte para os liberais a apresentar uma grande variedade de transtornos de ansiedade. Este era político do rádio , e uma forte evidência de variações neurológicas entre liberais e conservadores, em média.A depressão é um termo genérico usado para resumir uma série de doenças psicológicas, tais como transtorno depressivo maior, distimia (depressão crônica leve), transtorno bipolar, cyclothemia (leve transtorno bipolar), Seasonal Affective Disorder (SAD), e depressão pós-parto.Em nossa pesquisa mais recente, os liberais em geral, eram 64% mais propensas a relatar depressão maior, 320% mais probabilidade de relatar o transtorno bipolar, 50% mais probabilidade de relatar depressão leve, e 113% mais probabilidade de relatar Seasonal Affective Disorder.Eles também foram mais propensos a usar uma variedade de anti-ansiedade e depressivos drogas, tais como ISRS (Inibidores Seletivos da Recaptação) – 86% a mais provável, e Anti-ansiedade drogas – 159% a mais provável. SNRIs (Norepinefrina Inibidores Seletivos da Recaptação) e Tricyclics também foram utilizados em uma taxa mais elevada, mas não em números significativos tanto para liberais ou conservadores.
    no gráfico abaixo, os liberais de ambos os sexos mostram uma elevação no Transtorno Afetivo Sazonal.
    Outro estudo realizado no EUA , revelou que é mais provável que um liberal seja pedófilo que um conservador .

    No meu ver os únicos valores duvidosos são os liberais , alguns grupos liberais querem a legalização da pedofilia ( tom o carrol , shotacon , nambla ) .
    Liberais querem compra e venda de órgãos humanos , legalização de drogas . Os únicos valores duvidosos são justamente os dos liberais .

    http://www.hyscience.com/archives/2008/09/modern_liberali.php

    Liberalismo , as causas psicológicas da loucura política.
    ” Dr. Lyle Rossiter, Jr., MD, escreveu um livro sobre a irracionalidade do liberalismo moderno sendo o produto de psicopatologia: a neurose de transferência maciça encenados em arenas políticas do mundo, com efeitos devastadores sobre as instituições da liberdade: ”

  2. Para cada estudo feito existe sempre outro com conclusões e opiniões contrárias, resta saber quem financia cada estudo e que interesses estão por trás. Obviamente que não estou a dizer que os estudos que apresenta não são válidos, pelo contrário, de facto é verídico que o termo “depressão” é usado de forma excessivamente generalista e que engloba vários tipos de transtornos depressivos, concordo consigo nesse aspecto mas também sou bastante reticente a dividir e a analisar psicologicamente personalidades ou inclinações políticas em categorias herméticas como liberais ou conservadores. Acho que as conclusões devem ser retiradas com alguma prudência e de modo a evitar a generalização excessiva para cada grupo político.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>